O neurocientista Ross Cunnington, da Univesidade de Queenslad (Austrália) vai proferir no Instituto D’Or de Ensino e Pesquisa (IDOR) uma palestra sobre seus mais recentes estudos sobre o tema da empatia na sala de aula.

A pesquisa de Cunnington tem foco nos processos cerebrais por trás de ações voluntárias e da habilidade dos humanos de perceber e entender ações, intenções e emoções dos outros por meio do processo de “espelhamento neural”. Como investigador chefe do Centro de Ciência para Educação da Austrália (Australian Science of Learning Research Centre), o neurocientista examina como a sincronia neural entre pessoas é influenciada por suas relações e pelo engajamento mútuo e como  isso está relacionado ao aprendizado em sala de aula.

 

cartaz_ross

Sobre o Autor

Sofia Moutinho

Jornalista carioca guiada pela curiosidade e fascinada pela ciência. Especializada na cobertura de ciência, saúde, tecnologia e meio ambiente, atuou como repórter da Ciência Hoje durante maior parte de sua carreira. Na Rede CpE, toca a assessoria de imprensa e a produção de conteúdo.

Uma resposta

  1. Hosting Italia

    A efervescencia do debate politico tambem chegou as escolas de todo o pais. E assim como nas ruas ou nas redes sociais, o assunto ja gerou desentendimentos entre alunos. Neste momento, promover atividades que despertam a empatia e um caminho para evitar conflitos na sala de aula, incentivando que criancas e adolescentes se coloquem no lugar do outro e sejam mais tolerantes.

    Responder

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado