Neste final de 2018, gostaria de externar a todos vocês os votos (extensivos ao Brasil!) de um 2019 melhor do que o ano que passou. O ano vindouro se anuncia com mais interrogações e dúvidas do que certezas e afirmativas, tanto no campo da Ciência como na área de Educação.

A Rede CpE conseguiu manter viva, em 2018, a ideia-força que nos move, de contribuir com a Educação gerando e transmitindo evidências da Ciência, para diminuir a taxa de risco das intervenções propostas pelos governantes, e gerar resultados mais rápida e eficazmente.

Esse esforço de convencimento continuará em 2019 e nos anos subsequentes, já que cada vez mais se impõe em todo o mundo a necessidade de basear a Educação em evidências científicas. Não só isso: para ser realmente independente, a Educação brasileira tem que ser estudada pela Ciência brasileira. Há muito que podemos utilizar da experiência de outros países, mas a verdadeira mudança no cenário educacional dependerá de nossa capacidade autóctone de gerar dados sobre o nosso próprio país.

Um grande abraço,
Roberto Lent
Coordenador da Rede CpE

Sobre o Autor

Roberto Lent

Graduado em Medicina pela UFRJ, com Mestrado e o Doutorado no Instituto de Biofísica (UFRJ), e pós-doutoramento no Massachusetts Institute of Technology. É Professor Titular da UFRJ, Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências, Pesquisador 1A do CNPq, e Cientista do Nosso Estado da FAPERJ. Na UFRJ, chefia o Laboratório de Neuroplasticidade do Instituto de Ciências Biomédicas. Possui numerosos trabalhos científicos sobre desenvolvimento, plasticidade e evolução do cérebro, bem como livros de divulgação da neurociência para adultos e crianças.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado